Páginas

terça-feira, 26 de junho de 2012

Pecados e castigos.


Não listo meus pecados,
Mas assumo meus castigos,
Pois na escolha de caminhos errados
Carrego as dores comigo!


Lembro de promessas em vão
Feitas nas horas quentes de ardor,
Palavras desconexas, sem exatidão,
Que o tempo nunca guardou!


Sinto saudades do eu-menino
Que deixei no passado a chorar,
Com as mãos estendidas para mim


Esperando que tivesse ao menos como amigo
E talvez seja este meu maior castigo :
"Afastar quem me acompanha até o fim!"

Nenhum comentário: