quinta-feira, 28 de junho de 2012

O sonho do rouxinol.


Era uma vez um rouxinol
Que voava sobre os jardins,
Mas queria ir além do sol,
Além do próprio fim!


E voava, voava e voava
Tendo sobre si a mão de Deus.
Porém, não lhe bastava,
Pois queria mais do que recebeu!


Feito todo ganancioso,
Perdera o controle sobre si
E criara o sonho que não era certo


E ao buscar algo totalmente novo,
Traçara um voo sem trajeto,
Comprometendo seu existir!

Nenhum comentário:

Intimidade com Deus