domingo, 24 de junho de 2012

O que antecede.


O que antecede a partida 
É a agonia de ser 
Algo mais do que mera ferida 
À procura de viver!


O que antecede o tapa
É o grito no espaço
E uma emoção que afasta
Quando se está perdido no próprio passo!


O que antecede minha dor
É não tê-la aqui comigo
Nesta hora em que nosso amor...


Seria nosso sorriso
E eu daria muito mais do que o sentido da flor
Daria minha alma e meu peito amigo!

Nenhum comentário:

Se reinventa