quinta-feira, 28 de junho de 2012

O poema da vez

Você sabe o que eu sinto,
Você sente o meu olhar,
Você vem sempre sorrindo
E não me deixa chorar!
Você vê os meus olhos
E as angústias que tenho,
Você sente quando choro
Apenas ao franzir o cenho!
Você é o tudo do meu nada,
O ontem do hoje e o hoje de amanhã,
Você é o aroma do hortelã.
No meio da madrugada,
O meu sonho de lucidez
Você é o poema da vez!

Nenhum comentário:

Intimidade com Deus