quinta-feira, 28 de junho de 2012

O novo poeta

Eis aqui o novo poeta
Falando de paz e amor,
Com o coração em festa,
Livre de todo rancor!
Eis aqui um novo homem,
Lutando contra as feridas,
E este as dores não consomem,
Pois ele é tão forte quanto a vida!
Eis aqui a nova criança,
Que surge com inocência,
Dando força e confiança
Aos homens de sapiência
Que esqueceram que a esperança
É o alicerce da existência!

Nenhum comentário:

Livre e de direito