Páginas

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Noturno


Em um beco úmido e sombrio
um cão uiva na noite.
Em meu coração vazio
sofro como se estivesse no açoite!
Pessoas passam por mim
ou sou eu que passo por elas
sentindo o amargo fim
refletido em cada janela!
Agora que o chacal se foi
estamos livres para lembrar
que agora podemos enfim caminhar
sem medo do que virá depois
por que o que importa agora
é esquecer as dores de outrora!

Nenhum comentário: