sexta-feira, 22 de junho de 2012

Não tem nada não


Não tem nada não!
Pode ir embora,
pode levar meu coração
e os sonhos de outrora!
Pode levar o carinho
e as lembranças também.
Pode me deixar sozinho
sem amor e nada além!
Pode levar a poesia,
a esperança que não acaba
e até os momentos de ilusão.
Pode levar a alegria,
e o mundo que desaba.
Não tem nada não!

Nenhum comentário:

De Victor Hugo a Frejat

Soneto I Eu lhe desejo de todo coração que você seja muito, muito feliz, que seja o dono de sua emoção e no amor...