sexta-feira, 22 de junho de 2012

Não sou de competir.


Na sua terra o que vale é ganhar,
competir, conquistar, vencer,
na minha o que vale é partilhar,
apenas em paz conviver!


Na sua terra o que vale é o lucro
sem importar de onde se origina,
na minha vivemos com muito custo
numa união que fascina!


Na minha terra todo mundo
tem o direito a um lugar
e nada é preciso exigir


tanto ao nobre quanto ao vagabundo
é dado o direito de pensar.
Por isso não sou de competir!

Nenhum comentário:

Andarilho