sábado, 30 de junho de 2012

Não chore por mim


Quando você se for pela estrada da vida,
Tenha plena certeza, não olhe para o passado,
Pois eu estarei já em outra lida,
Reconstruindo meu sonho acabado!
Vou me lembrar de você como no primeiro dia.
Logo, eu estarei a cantar feliz,
Sabendo que após um trágico dia
Há sempre dois ou mais com outro matiz!
Não vá chorar por mim porque eu não mereço
Mais do que seu carinho esquecido nas curvas do tempo,
Mais até do que este amor pelo qual ainda padeço,
Eu mereço apenas o sentimento
Da lembrança do sonho que não tem fim,
Por isso lhe peço não chore por mim!

Nenhum comentário:

Andarilho