Páginas

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Já que tu não virás.


Eu vou seguir o caminho
Longe de tudo que for errado.
Seguirei sozinho,
Triste e amargurado.


A dor que levo comigo
Reflete em minha alma
O amargor do sorriso
Por caminhos contra os traumas.


Teus olhos procurarão por mim
Quando não mais me encontrar
E eu seguirei na vida,


Ciente do meu fim,
Já que tu não virás
Para livrar-me desta partida!

Nenhum comentário: