segunda-feira, 25 de junho de 2012

Inocência.


É difícil ter paz
Em anos de convivência,
Que dá saudade de tempos atrás,
Quando havia inocência!


Não consigo entender.
O tempo devia ser nosso amigo,
Mas a única coisa que consigo ver
É a distância entre nossos sorrisos!


Não entendo esta diferença!
Quando foi que nos perdemos
A ponto de não vermos um ao outro?


Onde foi parar nossa inocência,
Aquele doce encanto que tivemos
E o imenso amor, que não era pouco?

Nenhum comentário:

De Victor Hugo a Frejat

Soneto I Eu lhe desejo de todo coração que você seja muito, muito feliz, que seja o dono de sua emoção e no amor...