Páginas

terça-feira, 26 de junho de 2012

Fracasso

Só os versos tristes de um poeta fracassado
(sem nunca ter conhecido o fracasso)
Tornam o olhar triste e malogrado,
Num grande erro sobre os próprios passos!
Só a agonia de um amor que chega ao fim
(amor este que não teve nem começo)
É que me deixa uma certeza dentro de mim:
"amor de verdade não tem preço!"
Só o medo de perder o que não tive
(medo este que mora em meu coração)
Me faz querer o que não mereço.
Pois o desejo me torna livre
E nesta liberdade eu padeço,
Mas te quero mesmo estando no chão!

Nenhum comentário: