Páginas

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Ferida de amor

É imensa esta dor
Que trago em meu coração.
Partir em busca do amor,
Deixando minha alma em tuas mãos!
Parto, sim, chorando,
E ao partir deixo a alma em dor.
Aos poucos me recompondo,
Mas não há cicatriz para ferida de amor!
São tantos nomes na mente
E muitas emoções no peito
Que por maior que seja o amor...
Não consigo caminhar contente
Mesmo sabendo quem é de direito,
Não consigo eliminar minha dor!

Nenhum comentário: