terça-feira, 26 de junho de 2012

Descoberto

Dentro da sala,
Neste apartamento,
Minha voz se cala,
Prendo meu sentimento!
Eu não sou mais eu,
Sou uma cópia de mim mesmo.
Pior, o original se perdeu,
Agora vivo a esmo!
Às vezes procuro meu olhar
Nos reflexos desta sala,
Mas tenho só olhos vermelhos
Com uma imensa vontade de chorar,
Mas ainda assim minha voz se cala
Por perceber que eu não sou o mesmo!

Nenhum comentário:

Andarilho