Páginas

segunda-feira, 18 de junho de 2012

De verão a primavera

Sigo em meu caminho
triste e sem amparo.
Ás vezes estou sozinho
mesmo acompanhado!
A solidão é companheira
desde o começo da era
e é única e verdadeira
de verão á primavera!
Quando vi o seu olhar
algo em mim mudou
e tive vontade de cantar
mas, minha voz se calou
e minh'alma pôs-se a chorar
por não saber de minha dor!

Nenhum comentário: