quinta-feira, 28 de junho de 2012

Aracnídea.


Enquanto a aranha tece sua teia,
O destino trama sua trama
E a lua nova virou cheia.
Não mais durmo no meu drama!


Enquanto a aranha me enreda em sua rede,
Sigo o destino de quem se perde
E nesta perda subo pelas paredes,
Numa loucura que nunca se esquece!


Enquanto a aranha trama sua trama,
O destino delicadamente tece sua teia,
E eu de um lado para outro rolo na cama


Vendo estrelas, luas novas e cheias
Buscando você pelas paredes,
Sem ver que sempre estive em sua rede!

Nenhum comentário:

Intimidade com Deus